quinta-feira, 22 de março de 2007

Moldes para Sopro

A construção do molde de sopro não é tão crítica como a do molde de injeção. Isto porque as pressões usadas no processo, como a pressão de fechamento e a de insuflamento são baixas. Conseqüentemente, os materiais para a construção do molde não precisam ter resistência mecânica especial. Em alguns casos, onde o molde será usado em produção contínua, por períodos longos, é aconselhável dar atenção ao tipo de aço que o construirá. Ligas especiais mais leves poderão substituir o aço e diminuir a relação custo x benefício.
O molde é composto de duas placas móveis que quando fechadas formam no seu interior, uma ou mais cavidades com o formato da(s) peça(s) que se pretende . Faz parte do molde o sistema de alinhamento (colunas e buchas), que atuam como macho e fêmea no fechamento das duas placas, objetivando um perfeito ajuste das duas metades. Na base ou fundo da cavidade é construída uma “área de corte”, que comprime e corta a preforma. Esta deixa o excesso de termoplástico grudado na base da peça para que o operador a retire manualmente e a jogue no moinho. Esta área requer um espaço formado por um ângulo de, no mínimo, 15º para que depois da preforma comprimida, o excesso permaneça junto à peça sem se destacar.

Um comentário:

DOUGLAS RECH disse...

BOA EXPLICAÇÃO
COSTUMO DISER QUE OS MOLDES DE SOPRO É MUITO SIMPLES , MAS É PRECISO SABER ONDE USAR A SIMPLICIDADE E E A QUALIDADE DE MATERIAIS ONDE SEQUER QUALIDADE SÃO SE USA FUNDIDOS SOMENTE BLOCOS DE ALUMINIOS EXTRUSADOS
JA VI DE TUDO MOLDE MOLDE SO COM ALUMINIO MUITO BOM SEM CHAPA SO ALUMINIO
JA VI MOLDES 30 LITROS TODO EM AÇO UMA NABA DO CARAMBA COISA DE LOUCO

DOUGLAS RECH
RECHPLASTICOS2009@HOTMAIL.COM